Envelhecimento é janela para melhorar educação, diz estudo

11/09/2019

 

Estudo defende que mudança demográfica vai reduzir a demanda por escolas e favorecer o gasto per capita, jogando a favor de uma virada de rota no ensino públicoApesar de movimentos erráticos do governo federal na educação básica, há espaço para buscar saídas que mudem o quadro de baixa aprendizagem dos brasileiros, defende o estudo Para Desatar Os Nós da Educação: Uma Nova Agenda, que será apresentado hoje em São Paulo. A mudança demográfica em curso no país, que vai reduzir a demanda por escolas e favorecer o gasto per capita, joga a favor de uma virada de rota no ensino público.Segundo o estudo, cada série deverá ter 500 mil alunos a menos até 2040. Além disso, mais de 60% dos professores em atividade poderiam se aposentar nos próximos dez anos, o que abriria uma janela para alterar a carreira dos novos entrantes. Autor da análise, João Batista Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto, diz que é necessário aproveitar o envelhecimento dos professores para criar uma nova carreira, mais atrativa, e que selecione os profissionais mais capacitados.Leia na íntegra: Valor EconômicoO Valor Econômico não autoriza a reprodução do seu conteúdo na íntegra para quem não é assinante.

Créditos: http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br

Rua Joaquim Távora, 629 • Vila Mariana • 04015-001 • São Paulo • SP
Promoção: (11) 5084-2482 / 5571-1122 • Fax: (11) 5575-6876
Vendas: (11) 5549-2244 / 5571-0276 / 5084-2483 • Fax: (11) 5571-9777
Copyright © 2011 por editora HARBRA. Todos os Direitos Reservados.