ONG Todos Pela Educação traça sete pontos emergenciais para o MEC

12/06/2019

 

Os pontos foram listados em uma conversa por Priscila Cruz, presidente executiva da ONG Já se foram quase seis meses, e o novo governo foi incapaz de apresentar uma agenda propositiva no que diz respeito à gestão da educação básica, em um país em que 55% das crianças entre 8 e 9 anos são analfabetas.O ministro Abraham Weintraub se apresenta como um animador de torcida, colocando no ar vídeos engraçadinhos e polêmicos, quando dele se deveria esperar o rigor de um técnico alemão. Pois os assuntos do MEC são tão ou mais prioritários que a Fazenda, quando se pensa o futuro e o desenvolvimento do Brasil.E não é que esteja faltando uma estratégia pronta: entre os gestores sérios de educação, já existe um consenso sobre o que efetivamente precisa ser feito.Veja o texto na íntegra: O Estado de S. PauloO Estado de S. Paulo não autoriza a reprodução do seu conteúdo na íntegra para quem não é assinante. No entanto, é possível fazer um cadastro rápido que dá direito a um determinado número de acessos.

Créditos: http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br

Rua Joaquim Távora, 629 • Vila Mariana • 04015-001 • São Paulo • SP
Promoção: (11) 5084-2482 / 5571-1122 • Fax: (11) 5575-6876
Vendas: (11) 5549-2244 / 5571-0276 / 5084-2483 • Fax: (11) 5571-9777
Copyright © 2011 por editora HARBRA. Todos os Direitos Reservados.