Para entender as competências gerais da Base (e as socioemocionais)

16/05/2018

 

Entenda como as competências que guiam os aprendizados da Educação Básica se desdobram no dia a dia da escolaNão tenho nenhum talento especial, apenas uma ardente curiosidade, escreveu o físico Albert Einstein, autor da Teoria da Relatividade. Embora a citação não esteja diretamente relacionada com as atuais discussões educacionais, Oliver John, pesquisador da Universidade da Califórnia, em Berkeley, acredita que a essência dela pode dizer muito sobre as competências gerais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Não há dúvidas de que ele era muito inteligente, mas o ponto principal é que ele estava fazendo isso por meio de atributos positivos, como ser curioso e apaixonado por aprender e compreender fenômenos, disse Oliver na palestra A Educação integral e as competências gerais como norteadoras da (re)elaboração de currículos, que aconteceu no Ciclo de Debates 2018, realizado pelo Instituto Ayrton Senna e Fundação Itaú Social.Para Oliver, atributos como curiosidade são importantes não apenas na escola, mas na vida. Em linhas gerais, a ambição da Base em suas competências passa pela mesma premissa: mobilizar atitudes, valores, conhecimentos e habilidades que possam estimular as crianças em soluções criativas e criar uma sociedade socialmente mais justa e humana. Para isso, ela prevê não só competências de ordem cognitiva, mas também socioemocionais, que devem guiar o trabalho dos professores ao longo de toda a Educação Básica para o desenvolvimento integral dos estudantes.Leia na íntegra: Nova Escola

Créditos: http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br

Rua Joaquim Távora, 629 • Vila Mariana • 04015-001 • São Paulo • SP
Promoção: (11) 5084-2482 / 5571-1122 • Fax: (11) 5575-6876
Vendas: (11) 5549-2244 / 5571-0276 / 5084-2483 • Fax: (11) 5571-9777
Copyright © 2011 por editora HARBRA. Todos os Direitos Reservados.